As diferenças do Yoga e Pilates – Swan (Cisne-Método Pilates) X Bhujangasana (Postura da Cobra -Yoga)


Nossos Fundadores Fernanda Gallindo Pacheco e Vinícius Vieira de Sá agora fazem parte do Grupo WBR como colaboradores e  Docentes dos cursos de formação em Pilates dessa empresa que atua em diversas áreas do mundo do Pilates.

E como colaboradores do grupo WBR são também redatores de matérias da revista eletrônica” Pilates News ”

Confira nossas matérias e diversas outras matérias sobre Pilates, saúde e qualidade de vida no site > www.pilatesnews.com.br

Confira agora a matéria escrita com muito carinho por  Fernanda Pacheco sobre as diferenças do Pilates e Yoga, suas duas grandes paixões!

Esta matéria se encontra no link < http://pilatesnews.com.br/novidades/pilates/pilates-x-yoga/

Esperamos que gostem !

Pilates X Yoga

Você sabe qual a diferença entre os dois métodos?

Atualmente temos visto muitas discussões acerca do método Pilates e o Yoga e muitas dúvidas são geradas nas mentes dos leitores e instrutores de Pilates pois alguns exercícios se parecem muito em sua postura final.

A grande história que une essas duas atividades físicas vem do criador do método Pilates, O Joseph Humbertus Pilates, pois ele próprio foi praticante de muitas atividades físicas assim como o Yoga, boxe, artes circenses, mergulho, ginástica, entre outros. Sendo assim, Joseph ao criar seu repertório de exercícios e sua nova metodologia, a contrologia, foi influenciado por sua prática de vida, percebendo que fazia bem ao seu corpo e aos que ele orientava.

Entretanto existem diferenças claras e muito evidentes ao realizar uma aula de Yoga e Pilates, não podemos portanto observar uma foto com uma pose final e determinar qual método foi utilizado.

Não vamos entrar em detalhes na parte filosófica do yoga, vamos apenas observar as diferenças práticas entre a execução do movimento entre os dois métodos.

O exercício de hoje é:
Swan (Cisne-Método Pilates) X Bhujangasana (Postura da Cobra -Yoga)

Objetivos: Ganhar mobilidade de coluna em flexo-extensão, fortalecimento dos paravertebrais, alongar musculatura abdominal e flexora e quadril.

1. O aluno começa deitado em decúbito ventral, mãos apoiadas no solo ao lado da cabeça, cotovelos flexionados e pernas estendidas.

1

2. Elevar o tronco estendendo os cotovelos e retornar à posição inicial.

2

 

Observações importantes: O aluno não deve retirar o quadril do solo, o pescoço deve permanecer neutro acompanhando o alinhamento da coluna, o cotovelo estende até uma elevação confortável da coluna, os ombros devem permanecer distantes das orelhas e cuidado para não iniciar e compensar o movimento com a lombar.

Diferenças Pilates  Yoga
Respiração Neste exercício do Método Pilates podemos utilizar duas mecânicas:Mecânica 1: O exercício é realizado de uma forma mais rápida, seguindo uma sequência de 3 tempos: Inspire no repouso, expire na execução do movimento inicial e inspire na execução do movimento de volta.

Ou

Mecânica 2: O exercício é realizado de forma mais lenta: inspire no repouso, expire ao realizar o movimento inicial, inspire na preparação da volta (parado na postura final) e expire ao realizar o movimento de volta.

 Inspire ao iniciarVisão de Iyengar[2007, pp. 88-89]: Mantenha-se nesta posição por 20 segundos, respirando normalmente;

Visão de Hermógenes [2005, pp. 158-160] Enquanto durar o ásana, no mínimo cinco segundos, mantenha o

Visão de Saraswati [1975, p. 89]

Respire normalmente na posição final ou se manter um curto tempo a postura ,então retenha a respiração.

Repetições No Pilates realizamos uma série de exercícios de acordo com o treino e os objetivos do aluno, que geralmente variam entre 6 a 10 repetições.

Se for em uma aula de Hatha Yoga provavelmente esse exercício será realizado uma única vez, então em sequência será realizado um àsana compensatório, como o3 Paschimottanasana ou Postura da Pinça, que equivaleria ao Spine Stretch no pilates.

Variações: Podemos também iniciar por uma postura mediana, que seria indicado para as pessoas que possuem pouca mobilidade para extensão da coluna torácica, como é o meu caso, e nas hipercifoses, assim o exercício terá um nível menos intenso de extensão de tronco porém muito importante ser trabalhado, além de diminuir a sobrecarga que a coluna lombar sofre nesses casos de limitação da torácica.

 Pré Pilates(Iniciação do movimento de extensão de tronco em posição final com cotovelo fletido) que equivale à Postura da esfinge no Yoga.

3

Ardha Bhujangasana (Postura da Esfinge)Urdhva Mukha Svanasana (Postura do cachorro olhando para cima )

* Essa postura não utilizamos no Pilates, realiza-se uma hiperextensão de tronco e pescoço com a pélvis fora do chão.

4

 

Esse exercício (Swan ou Bhujangasana) tem excelentes benefícios para a postura e mobilidade da coluna e por isso não poderia estar de fora dessas duas modalidades tão ricas como o Pilates e o Yoga.

Em breve traremos mais estudos sobre a relação entre o método Pilates e o Yoga;

Fernanda Gallindo Pacheco de Sá

Fisioterapeuta, Docente Pilates Institute, Pós Graduanda em Fisioterapia Traumato-Ortopédica (IPOG), Cursando Yoga Cientifíco- Mestre Irani Grangeiro- RJ, Proprietária do Espaço Essencial Pilates e Tratamentos Corporais – RJ.

Referências:

Material didático Pilates Institute – Cursos de Formação em Pilates Completo
Iyengar B.K.S. A Luz da Ioga. São Paulo: Editora Cultrix, 2007;
Hermógenes. Autoperfeição com Hatha Yoga: um clássico sobre saúde e qualidade de vida. 
Rio de Janeiro: Nova Era, 2005;
Saraswati, Paramhansa Satyananda. Yogasanas, Pranayana, Mudra, Bandha. 
Bogotá: Escuela de Yoga de Bogotá, 1975 [Mimeo];

Deixe seu comentário aqui